Conágua Ambiental participa do XXVIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas

Entre os dias 14 e 17 de outubro de 2014, em Belo Horizonte – MG, aconteceu um evento que reuniu o XVIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, o XIX Encontro Nacional de Perfuradores de Poços e a VIII Fenágua. Durante o evento, Diogo Crispim – Responsável Técnico da Conágua Ambiental, apresentou o trabalho “Proposição de Mapa de Vulnerabilidade de Águas Subterrâneas para o Município de Senador Canedo – GO”, usando a metodologia GOD.

A metodologia escolhida avalia o risco de poluição das águas subterrâneas, e, também, é utilizada para priorizar, mas não substituir, ações sistemáticas de monitoramento, inspeção e orientação para ocupação do território. Segundo Diogo Crispim, Senador Canedo é um município que precisa de atenção por parte das autoridades por estar entre os municípios que mais crescem no Estado, tendo assim intensa industrialização o que pode potencializar a contaminação da água subterrânea. “Senador Canedo é o segundo maior gerador de ICMS de Goiás, abriga o Centro Distribuidor da Petrobras, o distrito agroindustrial e o terminal base da ferrovia Centro Atlântica, ponto de integração entre as malhas ferroviárias do norte e sudeste. Seu crescimento populacional dobrou em cinco anos, e atualmente, se destaca pela ampla expansão dos empreendimentos imobiliários e industriais. O mapa de vulnerabilidade de água subterrânea pode nortear a ocupação e assim diminuir o risco de contaminação e os gastos envolvidos na remediação desta poluição.”

Durante sua palestra, Diogo Crispim explicou a importância de seu estudo, mostrando que o Município de Senador Canedo, inserido na bacia do Rio Meia Ponte, o qual faz a divisa física entre Goiânia e Aparecida de Goiânia, demonstrando todas as problemáticas ambientais envolvidas na ocupação desordenada e a contaminação das águas subterrâneas.

 

CLIQUE AQUI PARA LER O RESUMO DO ARTIGO

 

 

 

21 de setembro – Dia da Árvore – Plante Novas Idéias

A Conágua Ambiental comemorou no mês de setembro o Dia da Árvore! Apesar de ser celebrado oficialmente no dia 21 de setembro, a Conágua entende a importância da conscientização para transformar nosso meio ambiente com sustentabilidade e considerou que apenas um dia para isso não seria suficiente. Promoveu durante todo o mês, comunicação de conscientização interna e distribuiu mais de 1.500 lápis semente para os colaboradores, alunos de universidades e clientes.

A ideia do lápis semente é de devolver a natureza aquilo que tiramos dela. Apesar de parecer um lápis comum, conta com uma cápsula contendo sementes na extremidade em que normalmente fica a borracha. Quando o lápis estiver pequeno demais, basta enterrar levemente em algum substrato a extremidade contendo a capsula e regar diariamente. Dentro de cerca de uma semana deve ocorrer a germinação.

Uma atitude simples que busca a sustentabilidade. Como divulgado em nossa campanha, “Plante essa ideia”!

PARABÉNS! 18 ANOS DA CONÁGUA AMBIENTAL

PARABÉNS! 18 ANOS DA CONÁGUA AMBIENTAL

Conágua Ambiental apoiando a cultura

 

Este ano a Conágua Ambiental completa a maioridade. Nos plenos 18 anos de muitas conquistas, desafios e avanços, a empresa tem promovido uma revolução no que tange a melhoria de processos, na qualificação de seus colaboradores, na ampliação física e também no alcance de excelentes resultados junto aos seus clientes. Recentemente, uma pesquisa de satisfação foi realizada com todos os clientes para ouvir destes o que ainda precisa ser melhorado. A equipe, desde o resultado da pesquisa, tem buscado se superar, cumprindo com rigor às solicitações.

 

Contudo, faltava um item a ser cumprido dentro da análise situacional do ponto de vista de Recursos Humanos e de Clientes: tornar-se referência no Centro-Oeste junto aos mais diferentes públicos. Bem, faltava… Entre os dias 17 a 21 de novembro, a Conágua Ambiental estará no berço do conhecimento, participando pela primeira vez da XXV Semana do ICB, promovido pela Universidade Federal de Goiás. 

 

“A importância de estar lá junto aos acadêmicos é fundamental para estabelecer vínculos com os melhores profissionais em formação, assim como, ter acesso às pesquisas realizadas por estes, além de formar um banco de talentos nas mais diversas áreas das Ciências Biológicas. Objetivo este planejado durante as reuniões estratégicas da empresa”, ressaltou Milena Rocha, analista de Recursos Humanos. Ela coloca que construir marca junto ao público que brevemente estará no mercado, mostrando para este os diferenciais competitivos da Conágua Ambiental é de grande vantagem porque minimiza custos para recrutar, selecionar e contratar. 

 

Tainá Crispim, gerente de projetos e melhorias da Conágua Ambiental, cita ainda que ser reconhecido junto aos diferentes públicos é uma tarefa contínua, e que exige esforços múltiplos, passando pela prospecção correta de novos clientes e atendimento exemplar, do início da contratação à entrega do serviço. “O evento terá a participação de outros estados, o que significa que a nossa marca, nossos produtos e serviços estarão sendo conhecidos por profissionais nas mais diferentes regiões brasileiras, mercado este em que a Conágua Ambiental está presente desde 1996”. Ou seja, numa mesma oportunidade resolveremos dois pontos de nosso planejamento estratégico: construir marca e criar um banco de talentos em potencial.

 

Local do Evento: UFG – Campus Samambaia (Campus II)

Data: 17 a 21 de novembro

Público estimado: 800 pessoas

Link para saber mais: http://www.semanadoicb.com.br/programacao_preliminar.pdf

Ideias Quentes Iluminam um Futuro Sustentável

O Brasil tem o privilégio de contar com os raios de sol o ano inteiro. Felizmente, algumas empresas, como a Eletrosul, têm dado verdadeiros bons exemplos de como aproveitar esta fonte natural para gerar energia elétrica grátis e limpa, através de painéis solares.

Os painéis solares possuem um conjunto de células fotovoltaicas, que geram energia através da luz do sol. Quando o sol atinge a célula, os elétrons se movimentam gerando uma corrente elétrica, capaz de alimentar lâmpadas e aparelhos eletroeletrônicos. Cada modelo tem um propósito para atender uma necessidade e pode ser montado de diversas formas. No caso do modelo escolhido pela Eletrosul, o mesmo aproveita a área de estacionamento da empresa.

Medidas inteligentes como estas devem ser propagadas para que outras pessoas tenham acesso à energia limpa, priorizando nossos recursos naturais e a sustentabilidade do nosso planeta. A Conágua Ambiental apoia ideias como estas e parabeniza a Eletrosul pela iniciativa.

 

 

Workshop reúne os principais segmentos de mercado para discutir disposição e tratamento de resíduos industriais

A Conágua Ambiental esteve presente na primeira edição do Workshop Oxiquality, ocorrido no último dia 09 de abril de 2014, no Hotel Blue Tree, em Goiânia. Na ocasião estiveram presentes várias empresas dos segmentos Farmacêutico, Cosmético e Alimentício, tais como Cifarma, Vitapan, TKS, Teuto, Cremmy, Clarion, Vigor, Packfilter e Ephar.

Na ocasião os diretores da Conágua Ambiental apresentaram aos participantes os serviços do laboratório, as soluções ambientais e ainda o trabalho de consultoria prestado por eles. O Responsável Técnico, Diogo Coelho Crispim, apresentou palestra técnica tratando de métodos para “Disposição e Tratamento de Resíduos Industriais”. Segundo ele, a abordagem mostrou os tratamentos convencionais de resíduos líquidos e sólidos, além de apresentar um panorama da industria goiana quanto a geração e tratamento de resíduos provenientes da produção.

O objetivo inicial era gerar relacionamento com clientes e clientes-alvo, mas, segundo a Gerente de Marketing, Tainá Crispim, o evento superou todas as suas expectativas. “Além de buscarmos o fortalecimento da imagem do nosso corpo técnico, e estreitar parcerias com fornecedores, tivemos o convite para propostas de orçamentos. Para uma primeira edição entendemos que valeu a pena e esperamos manter contato criando eventos próprios, com a participação de diversos segmentos que tenham a necessidade de realizar controles ambientais e de saúde humana, tanto para profissionais quanto para estudantes das áreas de biologia, química, engenharia ambiental, entre outros segmentos”.

Presente no mercado há 34 anos, a Diretora Técnica da Conágua Ambiental, Wilma Maria Coelho, comentou a importância desse tipo de evento para o mercado. “A indústria goiana tem desempenhado um relevante papel ambiental, porque cumpre com rigor as normas. Workshops como estes só contribuem para que empresas discutam formas ainda mais precisas de garantir a qualidade de nossa água, perpetuando espécies da fauna e flora, e sobretudo, a saúde humana”.

Conágua Ambiental participa do 27º Congresso da Abes

Será realizado em Goiânia, entre os dias 15 a 19 de setembro, o 27º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, abordando o tema “Saneamento, Ambiente e Sociedade: Entre a gestão, política e a tecnologia”.
É grande a expectativa em relação ao Congresso, que é o maior evento de saneamento ambiental da América Latina. Goiânia será palco do evento, que será realizado no Centro de Convenções.
Os encontros bienas são uma excelente oportunidade de troca de experiências e compartilhamento de idéias em que é possível retratar a realidade do saneamento e do meio ambiente nas diversas regiões do país.
O Responsável Técnico da Conágua Ambiental, Eng. Químico Diogo Coelho Crispim, participará do evento realizando apresentação oral no dia 17/09, às 10h, na sala 013, seção 029, abordando o tema: “Proposição de Mapa da Vulnerabilidade das Águas Subterrâneas no Município de Nerópolis/GO “.

Seminário internacional trata sobre gestão e manejo de resíduos sólidos

O Brasil ainda precisa avançar muito no manejo dos resíduos sólidos domiciliares. Infelizmente ainda contamos com muitos lixões onde o lixo é lançado sem controle, contaminando o solo, o ar e as águas superficiais e subterrâneas. Por outro lado, já conta o país com iniciativas exemplares de disposição final de resíduos sólidos domiciliares em aterros sanitários que aproveitam o gás metano para gerar energia elétrica, evitando emissões desse gás com ganhos ambientais evidentes.

O metano é um gás efeito estufa com poder 21 vezes superior ao do gás carbônico. A decomposição de matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio) gera metano. É o que acontece com o lixo domiciliar depositado em aterros sanitários.

No contexto da nova legislação federal relativa aos serviços públicos de saneamento básico (Lei 11.445/2007) e da novíssima Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) também estão se desenvolvendo esforços em vários estados para estimular a regionalização da gestão dos resíduos sólidos por meio de consórcios públicos intermunicipais. Tais iniciativas visam promover a oferta de serviços públicos de qualidade, ambientalmente adequados e com custos menores em função de economias de escala.

É neste contexto que a Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR) está promovendo, em parceria com a National Association of Regulatory Utility Commissioners (NARUC), o Seminário Internacional – Regulação e Gestão de Serviços Públicos de Manejo de Resíduos Sólidos: Aproveitamento Energético do Metano de Aterros Sanitários.

O evento terá lugar no auditório do MMA, 505 Norte (Edifício Marie Prendi Cruz) em Brasília, nos dias 8, 9 e 10 de novembro de 2010. O Ministério do Meio Ambiente dá suporte à iniciativa, que conta também com o apoio da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (ASSEMAE), da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) e da Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais (AESBE).

O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, José Machado, presidirá a mesa de abertura do seminário às 9h30 do dia 8 de novembro e que contará também com a presença da representante do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Secretário dos Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, do Presidente da Associação Brasileira das Agências de Regulação e do representante da NARUC. Às 15h, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, falará aos participantes do evento.

A programação possibilitará aos participantes entrar em contato com o estado da arte no planejamento, projeto, implantação e operação de aterros sanitários e do aproveitamento energético do metano neles gerado. Apresentações contemplarão a experiência dos EUA e do Chile no tema. Casos reais em operação em diversas regiões do Brasil serão apresentados e discutidos, a exemplo dos aterros que atendem as cidades de Salvador, Belo Horizonte, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Integram também a pauta do evento os impactos da nova Política Nacional de Resíduos Sólidos nessa atividade bem como da atuação regulatória da ANEEL no campo das energias renováveis e das agências que responsáveis pela regulação dos serviços públicos de saneamento básico.
Informações: 2028-2010 / 99061292

Quando: Segunda-feira, 8 de novembro, às 9h30
Onde: Auditório do MMA, 505 Norte (Edifício Marie Prendi Cruz), em Brasília.

[Fonte: Ascom MMA]